Tempo de leitura: 2 minutos

As inovações nos negócios, hoje em dia, vêm de todos os lados e o Marketing precisa se antecipar e acompanhar todos os movimentos e transformações dos consumidores. Profissionais têm se reinventado e mudado a forma de entregar valor para os seus clientes. Isso se explica pela maior conexão humana, em tempo real, nos canais digitais e que se intensificou com a pandemia, fato apontado pela Deloitte, no estudo Tendências de Marketing Global, divulgado este ano.

O estudo também destacou a importância dos nanoinfluenciadores gerando muito conteúdo interativo para os usuários, além dos aplicativos de vídeo e voz. Tudo isso, segundo a pesquisa, permite que o usuário seja protagonista de sua história, encontrando soluções de experiências e de consumo, de forma mais ágil e eficiente. E é dentro desse contexto que surge o Growth Marketing para experimentar diferentes canais e estratégias e otimizar resultados para todas as partes.


“Conhecer e incorporar essas tendências trará mais aderência do Marketing às mudanças de comportamento do consumidor”, observa Claudia Machado, coordenadora de cursos de inovação da pós-graduação da FAE Business School.

Para entender melhor o que é e como atua o Growth Marketing, basta pensar que o profissional dessa área está voltado às empresas que querem mudar seu modelo mental: da forma tradicional de se entender o Marketing para as estratégias inovadoras, focadas em agilidade, na otimização de testes e resultados, na captação e retenção de clientes, de forma criativa.

Para promover essas mudanças, o Growth Marketing trabalha em quatro grandes pilares: geração de tráfego (trazer o público para ver seu produto ou serviço); criação de engajamento desse público com o seu produto ou serviço; conversão do público engajado em clientes compradores e, por fim, retenção dos clientes para mantê-los conectados ao seu produto ou serviço.

“O objetivo desse profissional vai muito além da conversão propriamente dita. Trata-se de usar uma variedade de experimentos inovadores e análises constantes para aumentar a base de usuários, a custos mais baixos, o mais rápido possível”, observa a coordenadora.


Por meio desse ciclo de experimentos, o profissional permite que toda a equipe de uma empresa arrisque mais, num processo de acertos e aprendizados. “O Growth Marketing oferece condições para que o time vá acumulando pequenas e grandes vitórias, aprendendo com os erros e criando um processo de resultados positivos”, comenta.

Esse novo olhar, voltado ao ciclo de experimentos, possibilita análise de dados, geração de ideias, priorização de experimentos e execução dos testes. “Tudo isso é totalmente novo no universo do Marketing e, por isso, um grande diferencial para as empresas em época de inovação exponencial”, completa.

Deixe seu comentário