Tempo de leitura: 4 minutos

Diante da disrupção provocada pela pandemia, é crucial saber como chegar mais longe e entender qual a importância de realizar uma pós-graduação

Qual a importância na carreira de fazer uma pós-graduação? Para fazer uma pós-graduação é preciso estar formado? Se você está com essas perguntas em mente, já pode se considerar no caminho certo. O interesse pela capacitação acompanhado de um planejamento que possibilite aperfeiçoar-se confere ao profissional um diferencial ímpar, capaz de aumentar a empregabilidade, o acesso a cargos de liderança e a proficiência em concursos públicos.

Não bastassem essas vantagens, outro benefício de fazer uma pós-graduação é o aumento de salário: estudantes de especialização chegam a ter rendimento 150% maior do que alunos que possuem apenas graduação. Ou seja, ter apenas um diploma para se sentir preparado — e ser reconhecido como tal — virou, definitivamente, coisa do passado. Se você já concluiu a graduação, chegou a hora de definir quais serão seus próximos passos. 

Importância da pós-graduação só cresce no Brasil

A alta discrepância nos números está no levantamento elaborado pelo Instituto Semesp sobre o cenário dos cursos de pós-graduação lato sensu nas instituições de ensino superior públicas e privadas, incluindo os Master Business Administration (MBA). De acordo com a pesquisa, intitulada “Cursos de Especialização Lato Sensu no Brasil”, os ganhos aproximados chegam a 4,6 mil reais. O retorno do investimento é um salário médio de 4,8 mil reais, o que pode variar de acordo com a área de atuação e posição.

Além disso, desde 2016, o número total de alunos que frequentam cursos de especialização de nível superior vem aumentando, a maioria frequentando instituições privadas (88%). Apenas nos últimos quatro anos, houve um crescimento de 74% puxado pela rede privada, que aumentou 80% contra 41% da pública. Um reflexo claro do nível de exigência e competitividade do mercado de trabalho atualmente.

O estudo foi realizado com base nos dados da PNAD Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Dados) divulgados pelo IBGE, referentes ao segundo trimestre dos anos 2016 a 2019. Desde então e diante da pandemia, a procura só aumentou.

Realizar uma pós-graduação é sinônimo de destaque

Imagem da Professora Elaine Pacheco - Professora e Coordenadora do Núcleo de Empregabilidade da FAE

Segundo Elaine Pacheco, coordenadora do Núcleo de Empregabilidade da FAE, o pós-pandemia ainda nem chegou de fato, mas já está claro que uma mudança extremamente expressiva está em curso no que tange o nível de exigência de empregadores na hora de contratar. Por isso, é crucial que o profissional esteja capacitado para exercer sua função com maestria, na mesma medida em que precisa possuir flexibilidade para mudar de cargo caso necessário. “Quanto mais qualificado ele for, mais empregável será”, afirma.

Portanto, investir em especialização importa e é o mesmo que ampliar sua capacidade de concorrência. “Buscar conteúdo diversificado e acumular repertório significativo aumentam as chances de ganhar mais. Lembrando que o dinheiro que recebemos está intimamente ligado ao nosso poder e desejo de entrega diante do que executamos”, salienta. 

“Hoje em dia”, prossegue a consultora de carreira e RH, “isso é o básico de quem deseja estar em sintonia com seu nicho de mercado ou esteja almejando ampliá-lo. Todo o conhecimento adquirido fará com que os desafios sejam melhor trabalhados, resultando em entregas mais consistentes para si mesmo e também para as organizações.”

Principais benefícios de fazer uma especialização

Antes de se matricular em uma pós-graduação, MBA ou trilha de aprendizagem, é preciso ter concluído a graduação. Independentemente da carreira escolhida, estudar jamais será uma aposta arriscada. Pelo contrário. “Vivemos em um mundo volátil, incerto e dinâmico, portanto, estabelecer um foco guiará a construção de uma jornada muito mais propensa ao sucesso”, aconselha.

Confira a seguir considerações da consultora de carreira sobre aproveitar a oportunidade de investir na sua especialização:

  1. Entenda de uma vez por todas que diante de um mercado altamente competitivo é urgente e crucial ser e estar qualificado. Na prática, representa não parar jamais de se atualizar;
  2. O bom e velho networking não sai de moda. Aqui, vale a velha máxima: faça contatos, amplie sua rede de conexão e, consequentemente, as oportunidades;
  3. O ambiente acadêmico é riquíssimo e, na FAE, une teoria, prática e autoconhecimento;
  4. A falta de tempo não pode ser desculpa para uma paralisação. Modelos híbridos, com aulas virtuais síncronas, elevam o ensino on-line a um patamar que, se não é superior, no mínimo em pé de igualdade com o modelo tradicional.

Agora é com você! Clique aqui para conhecer as ementas dos cursos de pós-graduação da FAE e escolher a que mais tem a ver com seu perfil profissional. 

 

Não é possível comentar.